Por que rimos ao sentir cócegas?

De acordo com cientistas da Universidade de Tubinga, cócegas ativam a parte de nosso cérebro que antecipa a dor. É por isso que podemos bater acidentalmente em alguém tentando fazer cócegas. Além do mais, a risada causada por cócegas faz parte de um mecanismo de defesa que sinaliza submissão. Pesquisadores acreditam que nossas reações às cócegas remontam da mais antiga evolução do homem. As partes de nosso corpo em que mais sentimos cócegas são coincidentemente nossos pontos mais fracos, como nosso pescoço ou nosso estômago, por isso o grupo de pesquisadores da Universidade de Tubinga teorizam que nossos ancestrais faziam cócegas em suas crias de modo a treiná-las para reagir sob situações perigosas. As risadas causadas pelas cócegas seriam um reconhecimento de derrota.

Utilizando 30 voluntários e conectando-os a scanners de ressonância magnética, pesquisadores desejavam descobrir se as risadas causadas por cócegas são parecidas com risadas causadas por uma piada ou situações engraçadas. Cócegas e risadas ativam a parte do nosso cérebro chamada opérculo rolândico que controla movimentos faciais e reações emocionais. No entanto, risada de cócegas e risada causada por algo engraçado foram categorizadas de modo diferente. Cientistas perceberam que cócegas também estimulam o hipotálamo, que controla temperatura corporal, fome, cansaço e comportamento sexual. Essa parte do cérebro controla reações instintivas.

Descobertas de cientistas também mostram porque algumas pessoas começam a rir apenas pela ameaça de sofrer cócegas. Quando se faz cócegas em alguém, estimula-se as fibras nervosas amielínicas, que causam dor. Isso também explica porque fazer cócegas em si mesmo não funciona. Seu cérebro está ciente de que não há necessidade de reagir a sua ação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *