Por que o sol não se apaga?

A energia de uma estrela é liberada através da reação termonuclear da fusão do hidrogênio com o hélio e da conversão de massa em energia de acordo com famosa equação de Einstein, E = MC2. Estrelas brilham com um fluxo de saída de energia constante por bilhares de anos. O Sol não se queima, como imaginamos, o Sol brilha porque ele é uma grande bola de gás, e um processo chamado fusão nuclear acontece em seu núcleo. Uma fusão nuclear ocorre quando um próton se choca com outro próton com tanta força que eles ficam juntos e consequentemente liberam energia. Essa energia aquece outros tipos de matéria como prótons e elétrons situados nas proximidades. Eventualmente, esse aquecimento ocorre do centro para fora do núcleo da estrela, por conseguinte deixa a superfície e irradia para o espaço, sendo o calor e luz que nós conhecemos.

Algumas pessoas, incluindo cientistas, dizem que o Sol queima hidrogênio para brilhar, mas isso é apenas uma figura de linguagem. O Hidrogênio na verdade não se queima, ele sofre fusão com o hélio, portanto nenhum oxigênio é necessário. Não existem ar no espaço, portanto não há como ocorrer combustão do modo como imaginamos que acontece aqui na Terra.

Um dia, o hidrogênio do núcleo do Sol acabará. Quando isso acontecer, a cinza de hélio inerte construída no núcleo se tornará instável e entrará em colapso sob seu próprio peso. Isso fará com que o núcleo se torne mais quente e denso. O sol se expandirá e consumirá os corpos ao seu redor.

1 Comentário

  1. bruno zarth

    28 de agosto de 2016 às 16:15

    então porque ele emite tanto calor,se não é fogo e sim brilho?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *