Por que a economia precisa de empreendedores?

Empreendedores são vitais para uma economia saudável. Eles possuem a habilidade de identificar necessidades da sociedade ainda não satisfeitas e, em seguida, tentam preenchê-las através do oferecimento de um novo bem ou serviço. Muitas vezes, eles assumem riscos sem muita certeza de recompensa. Em tempos econômicos difíceis empreendedores ajudam a economia de várias maneiras, criando empregos e encontrando maneiras criativas e originais de oferecer a sociedade determinado produto.

Através desse entendimento, também deve-se pensar no que os empreendedores precisam para que tenham o incentivo de criar novos negócios. Vários estudos apontam que eles precisam de liberdade econômica, ou seja, capacidade de controlar seus próprios recursos com intervenção mínima do governo.

Alguns dos indicadores que impactam na atividade empreendedora englobam segurança dos direitos de propriedade, pois poucas pessoas assumiriam o risco de iniciar um negócio sem a garantia de que seus direitos de propriedade serão acolhidos; liberdade para o comércio internacional, pois garante que os produtos oferecidos pelo empreendedor não se restrinjam apenas ao mercado doméstico; e regulamentação de crédito, trabalho e negócios. Um país com elevado nível de regulamentação nestas áreas torna muito difícil manter um negócio.

O empreendedorismo aplicado a todos os setores da economia também cria condições para um país manter diversidade de fontes de lucro. Assim, evita uma forte dependência de apenas um setor e, em situações de diminuição de atividades econômicas em alguns setores, cria fontes de escape para crescimento em outros. Obviamente que para termos todo este cenário, é necessário um incentivo ao empreendedorismo, no entanto, frequentemente, a dificuldade de acesso ao crédito, elevados tributos e burocracia desestimulam a atividade no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *