Por que a carga tributária é tão elevada?

A carga tributária é a relação entre impostos e o Produto Interno Bruto (PIB). Através da cobrança de impostos, o país coleta dinheiro para pagar suas contas. A alta carga tributária no Brasil passa de 35% do seu PIB. Esses recursos devem ser retornados a população em forma de serviços públicos: investimentos em educação, saúde, segurança, infraestrutura, etc. Apesar de ter um dos mais altos regimes de tributação do mundo, o nível de investimento público no Brasil é um dos mais baixos.

Pode-se dizer que uma parte dos impostos pagos pela população brasileira visa compensar uma melhor qualidade vida para as classes mais baixas. Inclusão social é um tema que oferece grandes chances reeleição a políticos no Brasil. Programas sociais como o Bolsa Família, foram um motivo significativo para a reeleição do presidente Lula em 2006. Sozinho, o Bolsa família está orçado em cerca de 0,5% do PIB brasileiro, valor recolhido através de impostos. Outras partes do país com menor renda também tendem a ter outros problemas que precisam ser abordados utilizando o dinheiro dos contribuintes como a elevada taxa de criminalidade, altas taxas de desemprego, grande adoção da economia informal, problemas no setor de saúde etc. Grande parte do dinheiro dos impostos é utilizado para melhorar a qualidade de vida de pessoas menos favorecidas economicamente.

É estimado que a economia informal no Brasil seja cerca de 20% do PIB brasileiro. Grande parte dessa economia é executada pela população de classe média baixa, que muitas vezes não declara seus salários e costuma comprar produtos e serviços ilegítimos. Tal fenômeno criou um desequilíbrio no mercado brasileiro, deixando em desvantagem quem segue as regras e paga impostos. Apesar disso, poucos sonegadores de impostos são punidos no Brasil, levando à aceitação social da evasão fiscal. Redução de lucros nos negócios sufoca investimentos na economia formal, resultado em menos contratações, e redução do consumismo.

Protecionismo é outra razão para aumento da carga tributária. Essa uma estratégia antiga com o objetivo de amadurecer a indústria em um país antes exposto à concorrência real a partir de indústrias estrangeiras e mais eficientes.

Outro problema é que o Brasil não conseguiu alcançar a estabilidade institucional. Tribunais, escolas, hospitais e especialmente a aplicação de leis lutam com dificuldade para trazer bases sólidas de estabilidade para o Brasil.

Leis trabalhistas rígidas tornam mais difícil usar os trabalhadores de forma eficiente, estradas pobres e uma rede ferroviária limitada puxam os custos de frete para cima, alta taxa de criminalidade acrescenta custos de segurança pesados, um sistema de educação terrível faz do Brasil o segundo lugar mais difícil do mundo para as empresas encontrarem as habilidades de que precisam, de acordo com o grupo Manpower. Um estudo realizado pela Boston Consulting Group afirma que três quartos do crescimento do Brasil na última década veio acrescentar mais trabalhadores e apenas um quarto dos ganhos de produtividade.

No fim, pode-se atribuir o valor alto da carga tributária a ineficiência do Brasil, o país precisa se concentrar em ser mais eficiente em vários setores, a população precisa se tornar consciente de que tem direito de cobrar qualidade administrativa do setor público, e se impor contra corrupção, ineficiência, descaso e tradicionalismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *