O que faz um fisioterapeuta

O fisioterapeuta é um profissional da área da saúde que trabalha essencialmente na reabilitação física dos doentes. Pode ser encontrado em hospitais, asilos, clínicas de fisioterapia, clubes desportivos e consultórios particulares.

As principais funções de um fisioterapeuta são as seguintes:

  • Ajudar na recuperação de pessoas acidentadas;
  • Tratar problemas neurológicos e musculares;
  • Elaborar um plano de tratamentos indicado à situação de cada paciente;
  • Dominar as diferentes técnicas e tratamentos utilizados para facilitar a recuperação física dos doentes.

As áreas de intervenção de um fisioterapeuta se estendem à dermatologia, geriatria, gestação, neurologia, ortopedia e traumatologia, entre outras.

2 Comments

  1. ingrid

    10 de março de 2011 às 23:40

    muito legal

  2. Alex

    18 de agosto de 2016 às 17:49

    Resposta muito vaga e visivelmente incompleta sobre uma profissão, visto a importância e relevância da profissão à sociedade.

    Segundo o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, O Fisioterapeuta é o profissional de saúde responsável pelas ações fisioterapêuticas com significativa atuação na sociedade, sempre em busca da globalidade funcional biopsicossocial do ser humano. É um profissional que (…) tendo como objetivo profissional a preservação, o desenvolvimento e a restauração de órgãos, sistemas e funções.

    Assim, a partir destes preceitos o comitê de Educação do conselho federal de Fisioterapia e Terapia ocupacional elaborou um perfil profissiográfico para o Fisioterapeuta.

    Com base na sua capacidade de liderança, consciência de cidadania, idoneidade moral e ética, senso crítico e responsabilidade técnica – científica, são consideradas habilidades do fisioterapeuta:

    • Colher dados para a construção de um diagnóstico dos distúrbios cinesiofuncionais;
    • Interpretar dados para a construção de um diagnóstico dos distúrbios cinesiofuncionais;
    • Solicitar e avaliar os exames complementares necessários para auxiliar no diagnóstico e evolução dos mais variados distúrbios cinesiofuncionais;
    • Identificar os níveis de disfunções cinesiofuncionais e elaborar os prognósticos fisioterapêuticos;
    • Elaborar os objetivos do tratamento fisioterapêutico;
    • Eleger e utilizar-se da gama de recursos e técnicas terapêuticas em benefício do paciente;
    • Decidir pela alta fisioterapêutica do paciente;
    • Planejar, supervisionar e orientar intervenções fisioterapêuticas de atenção primária, secundária e terciária de saúde;
    • Emitir laudos e atestados Fisioterapêuticos;
    • Prestar consultoria na respectiva área de atuação;
    • Ministrar palestras ou aulas na respectiva área de atuação;
    • Elaborar, desenvolver e executar projetos de e pesquisa na respectiva área de atuação;
    • Administrar serviços de saúde públicos ou privados;
    • Atuar, na promoção da saúde, de maneira inter e multiprofissional;
    • Atentar-se para as evoluções tecnológicas e científicas no campo da fisioterapia.

    Ou seja, está muito além de “trabalhar essencialmente com reabilitação física dos doentes” (uma vez que nenhum profissional reabilita sozinho, visto que reabilitação é um processo multidisciplinar).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *