O que faz um engenheiro nuclear

Embora o mercado de trabalho para os engenheiros nucleares seja muito restrito no Brasil, a possibilidade de trabalhar fora do país com esse tipo de formação é bastante tentadora. Por isso, se deseja ser um engenheiro nuclear tem que ter consciência daquilo que o mercado de trabalho tem para oferecer.

Este ramo da engenharia desenvolve tecnologia para a área nuclear cuidando do binômio matéria e energia sobre os micro-aspectos do trio NEP – núcleo, energia e partícula. A engenharia nuclear tem várias vertentes tais como a física nuclear, física de reatores, usina nuclear, propulsão nuclear e medicina nuclear.

Para exercer essa profissão é necessário cursar a graduação em engenharia nuclear ou ter mestrado ou doutoramento nessa área. Como todos os ramos da engenharia, a graduação em engenharia nuclear tem uma forte componente de disciplinas exatas e passa conhecimentos de disciplinas como controle de sistemas, mecânica de fluidos, termodinâmica, física nuclear e engenharia de reatores nucleares, entre outras.

Existem três campos de atuação principais para o profissional que tem formação para exercer a profissão de engenheiro nuclear, sendo eles o ensino, a segurança e o trabalho com reatores nucleares. Na via se ensino o engenheiro nuclear pode atuar em universidades lecionando disciplinas da área em graduações e pós-graduações. No trabalho com reatores nucleares o engenheiro nuclear trabalha no projeto, construção e na operação dos reatores. Já na vertente relacionado com a segurança, o engenheiro nuclear atua na supervisão dos equipamentos de radiologia e no uso de materiais radioativos.

1 Comentário

  1. junior

    11 de Março de 2013 às 15:33

    muito bom o site
    tudo bem explicado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *