O que faz um engenheiro de voo

Durante muitos anos o Engenheiro de Voo (ou Mecânico de Voo, terminologia usada pela Força Aérea Brasileira) foi o terceiro tripulante do cockpit. No entanto, com o desenvolvimento de aeronaves sofisticadas o trabalho Engenheiro de Voo foi substituído por instrumentos de navegação que permitem que o piloto e copiloto tenham controle sobre a aeronave de forma plena. Embora muitos profissionais do ramo aéreo ainda acreditem que o Engenheiro de Voo seria um profissional a ser mantido, apesar dos instrumentos de navegação avançados, o uso de apenas dois tripulantes no cockpit se tornou a norma e não há razões para que isso se altere.

Pelo fato de a profissão de Engenheiro de Voo ter caído em desuso, atualmente, quem deseja passar a vida dentro do cockpit tem apenas como opção as carreiras de piloto e copiloto. Para ter acesso a uma carreira na aviação civil é essencial que o indivíduo se matricule em um curso de piloto, que varia de acordo com a intenção de cada um, ou que faça faculdade de Ciências Aeronáuticas. Há cursos para quem deseja ser piloto comercial, piloto de linhas aéreas, piloto particular, entre outras formações.

No entanto, se a intenção é a aviação militar, é necessário prestar vestibular para a Academia da Força Aérea, na qual os requisitos de saúde, comportamento e aprendizagem são muito mais rígidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *