O que faz um analista de storage

Um analista de storage trabalha diretamente com “Redes de área de armazenamento” (em inglês, Storage Area Network, cuja sigla é SAN), que agrupam dispositivos de armazenamento de dados de vários computadores. As SANs são projetadas para comportar grande tráfego de informações e utilizadas por várias empresas que necessitam de uma rede computacional rápida e segura.

Os analistas de storage desempenham uma função vital dentro das empresas que dependem dessas redes, pois mantêm as SANs em perfeito funcionamento, garantindo assim que os dados possam ser acessados a qualquer momento em que forem necessários. Dentre as atividades desempenhadas estão a administração das redes, o suporte aos usuários das mesmas, a análise de performance e da capacidade das SANs.

É desejável ao candidato a analista de storage conhecimento de Sistemas Operacionais (Linux, Windows, etc) bem como certificações emitidas por empresas especializadas em SANs. Como em qualquer área ligada à Tecnologia da Informação, a formação constante, por meio de cursos de especialização, também é um diferencial importante.

Salário inicial
O salário inicial, para um analista júnior varia entre R$ 1.200,00 e R$ 1.500,00.

O que estudar?
Procuram-se profissionais com formação na área de Tecnologia da Informação, especialmente em cursos como Ciência da Computação. O curso superior têm duração de pelo menos quatro anos, e os alunos têm oportunidade de estagiar em empresas especializadas em SANs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *