Como evitar espinhas

Espinhas são áreas inflamadas da pele com formação de pus que resultam de uma glândula sebácea infectada por uma bactéria.

Espinhas são causadas pela hiperatividade dessas glândulas localizadas na base dos folículos pilosos, especialmente sobre o rosto, costas, peito e ombros. Elas afetam a pele da maioria dos adolescentes e um número significante de adultos. Alguns indivíduos são sortudos e as presenciam ocasionalmente, enquanto outros têm problemas frequentes ou crônicos. A presença de espinhas na pele, especialmente na face, pode causar ansiedade e problemas de autoestima.

O risco de desenvolvimento da inflamação pode ser aumentado por uma dieta rica em produtos lácteos e alto índice glicêmico. Para reduzir o risco de espinhas, é aconselhado que se lave o rosto duas vezes por dia. Recomenda-se um sabão suave e uso de água morna sem esfregar a pele, deve-se lavar a pele suavemente. Especialistas aconselham o uso de loções à base de peróxido de benzoila, que combatem as bactérias causadoras de espinhas.

Espremer espinhas pode fazer a infecção de pele piorar, pois existe o risco de se empurrar a infecção para áreas mais profundas da pele, causando obstruções mais graves, inchaço e vermelhidão, além de aumentar o risco de cicatrizes. Caso haja a necessidade de se livrar da espinha por causa de algum evento importante, é melhor procurar um especialista para tratar da infecção.

Tratamentos de espinha muitas vezes contêm ingredientes ativos, tais como peróxido de benzoila, ácido salicílico e enxofre. Prescrições de medicamentos para espinhas incluem antibióticos e terapia a laser. O surgimento de espinhas também pode piorar por causa de estresse, ansiedade, maquiagem e cabelo gorduroso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *