O que faz um fiscal de loja

O indivíduo que atua como fiscal de loja é responsável por lidar com clientes e numerário, sendo por isso um cargo que exige do profissional um senso de integridade elevado e uma facilidade para lidar com pessoas diversas.

Estes profissionais têm como principais funções o recebimento de valores, a elaboração de relatórios administrativos, o preenchimento de formulários internos, a emissão de remessas de pagamento, o recebimento e envio de objetos postais, o controle de valores, o atendimento ao público, o que inclui, mas não se limita ao esclarecimento de dúvidas, à venda de produtos e/ou serviços, e ao recebimento de sugestões e reclamações.

A procura por profissionais capacitados a exercer as atividades inerentes ao cargo de fiscal de loja é constante, dado que empresas que demonstram tendência de crescimento acentuado buscam indivíduos qualificados para o preenchimento dos seus quadros. Dessa forma, como a economia do país demonstra um crescimento estável, uma maior procura por profissionais capacitados deverá se seguir.

6 Comments

  1. Gutemberg

    24 de julho de 2013 às 0:58

    eu sou fiscal de loja no posto de gasolina na loja de conveniência posto shell,eu queria saber qual é a função certa,por que eu limpo chão vou no estoque pego mercadoria abasteço nas pratilheira, lavo banheiro,cancelo quando erram no caixa,agora a minha patroa ela não deixa nenhum fiscal de loja fazer o fechamento do caixa só pode fazer encarregado ou gerente isso é certo que eu faço?

    • Damiana

      6 de abril de 2014 às 23:21

      O melhor a fazer é ir diretamente no ministério do trabalho e denunciar isso que estão fazendo com você. Essa não é a função de um fiscal de loja, você simplesmente está fazendo o serviço de Zelador, Repositor, Fiscal de caixa e o fechamento de caixa tem que ser feito pelo fiscal, tem que ter o acompanhamento do próprio… A verdade é que você está atuando em áreas diferentes ao mesmo tempo, e sem ganhar nada por isso. Estão te sobre-carregando. Sou Fiscal de loja e sei que essa não é a nossa função. Espero ter ajudado.

  2. Micael

    24 de junho de 2014 às 10:55

    Bom dia, sou o Micael quero saber se caracteriza como desvio de função o que faço, na minha carteira de trabalha estar como conferente de loja, já verifiquei em outros sites que essa função estar relacionada a fica em uma loja fixa, verificando os produtos e armazenando eles de forma correta apenas isso e verificar na planilha se os produtos só isso. Já na realidade faço muito mais, eu viajo para outro estado verificando cada loja da empresa, verifico os produtos e faço notas fiscais de falta e sobra de produtos, trabalho a noite e viajo muito para outros estados e nunca fico na mesma loja sempre faço balanço em todas ás lojas do meu estado e de outro estado verifiquei no seu site que um fiscal de loja que pode emitir notas fiscais e tudo isso, bom na minha carteira de trabalho só tá como conferente de loja, e o meu salário é muito inferior ao salário de um fiscal de loja. Então isso se caracteriza como desvio de função? Bom dia.

  3. Rogério

    5 de julho de 2014 às 8:41

    Fui contratado como fiscal de loja num mercado, porém, o único trabalho que executo, conforme a descrição é assinar/rubricar cupons fiscais de caixas onde acusam cancelamento de compras de clientes ou que o cartão de crédito ou de alimentação não autorizou a compra, as demais funções que exerço durante todo expediente é de segurança, pois, efetuo rondas por todo o local (não tenho permissão de sentar, permaneço todo expediente de pé e andando), inclusive estacionamentos, recolho carrinhos de compras, monitoro suspeitos, vistorio bolsas e mochilas de funcionários, etc., e todos os demais funcionários me veem e aos colegas fiscais como “seguranças”. E aí ? Trata-se de fato de desvio de função ?

  4. pablo

    10 de agosto de 2014 às 2:12

    boa noite, sou o pablo, eu trabalho como gerente de loja. e qro saber se meu superviso ou outra pessoa com cargo deferente pode ter a autonomia de fazer qualquer coisas q envolve a loja…. ex … que jeito o estoque é pra tah, se eu qro q a vt fique de um jeito, ele pode fazer de outro jeito… e entre outras coisas… q eu acho isso o dever do gerente da loja a fazer.

  5. João Paulo

    8 de setembro de 2014 às 9:46

    Muito bem, eu trabalho em uma empresa, como fiscal de loja, no entanto a mesma me direciona em cargos incompatíveis com o meu. Eu amasso caixa de papelão também, e as vezes faço até faxinas, sendo que na minha carteira, eu estou registrado como fiscal de loja, apenas ganhando o piso da minha categoria. Trabalho nesta empresa a dois meses, e ainda não passei da experiência, e estou disposto a provar isso em testemunho, com audio e vídeo que eu gravei, com o auxílio de um relógio espião. Mas eu tenho algumas dúvidas em relação a isso.
    1) O que seria melhor para a minha carteira, pedir a conta imediatamente ou esperar encerrar a experiência? (esse é o meu terceiro emprego, no meu penúltimo emprego eu sai na experiência, porque não quis ficar efetivo, no ultimo não teve vaga para eu ser efetivado na empresa, apesar de ser promovido de cargo, ainda na experiência).
    2) Provas substituí testemunhas? (Eu até tenho testemunha, mas não sei se posso contar com ela.)
    3) Quais são os passos, a seguir para acionar a empresa judicialmente?
    4) quanto tempo em média leva um processo desses? e quais são os riscos?
    Eu não aguento mais trabalhar lá, é muita exploração e falta de respeito com o funcionário. Eles não pagam PPR, o adicional noturno é abaixo do estabelecido pela lei (Eu trabalho de dia, mais isso é a título de curiosidade), enfim eles fazem o que podem, para sair ganhando nas nossas costas, um tempo atrás nem hora extra pagavam… Infelizmente só descobri isso, quando entrei lá. :/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>