O que faz um engenheiro aeroespacial

O engenheiro aeroespacial é o profissional responsável por projetar, analisar, construir e testar sistemas aeroespaciais, tais como foguetes, satélites e aeronaves.

Para tornar-se um engenheiro aerosespacial é preciso estudar Engenharia Aeroespacial.

O curso, como em outras engenharias, pode ser concluído em uma média de cinco anos e o aluno estuda, entre outras disciplinas: Noções de Computação; Cálculo; Física; Fenômenos mecânicos e térmicos; Aerodinâmica e Controle de veículos aeroespaciais.

A área de atuação de um engenheiro aeroespacial é bastante variada.

O profissional pode trabalhar em universidades como pesquisador científico; como trabalhador autônomo (fornecendo serviços de consultoria para empresas que estão ligadas ao mercado aeroespacial) ou em empresas públicas e privadas.

O salário médio inicial deste profissional é de R$ 3.500,00 mensais.

O Engenheiro aeroespacial é o profissional responsável por projetar, analizar, construir e testar sistemas aeroespaciais, tais como foguetes, satélites e aeronaves.

Para tornar-se um engenheiro aerosespacial é preciso estudar Engenharia aeroespacial. O curso, como em outras engenharias, pode ser concluído em uma média de cinco anos e o aluno estuda, entre outras disciplinas: Noções de Computação; Cálculo; Física; Fenômenos mecânicos e térmicos; Aerodinâmica e Controle de veículos aeroespaciais.

A área de atuação de um engenheiro aeroespacial é bastante variada. O profissional pode trabalhar em universidades como pesquisador ciêntífico; como trabalhador autônomo (fornecendo serviços de consultoria para empresas que estão ligadas ao mercado aeroespacial) ou em empresas públicas e privadas. O salário mínimo deste profissional é de R$3.500,00 mensais.

6 Comentários

  1. Ivan

    27 de março de 2011 às 11:40

    A primeira universidade no Brasil a oferecer tal curso foi a UFABC (Universidade Federal do ABC) em São André no estado de São Paulo. A formação da primeira turma de Aeroespacial da UFABC será para o final de 2011, sendo o egresso da universidade, por ter tido uma base de ensino interdisciplinar e inovadora – tendência mundial – habilitado a inúmeras áreas de atuação, sendo o setor Espacial o de maior importância e direcionamento da Universidade. O governo e a AEB tem projetos para ampliar a atuação do país no espaço, onde se destaca entre vários projetos a “Missão Aster”, que será a primeira expedição brasileira ao espaço profundo, missão está que terá a participação de grandes centros no país, dentre eles a UFABC.

  2. vanessa

    25 de setembro de 2011 às 16:22

    queria saber sobre a área de meteorologia

  3. Mariana

    17 de junho de 2012 às 15:10

    oi, gostaria de fazer esse curso no ita e posteriormente uma pós em astrofísica! não custa nada sonhar (yn
    obs: analisar é com S, erro comum, porém grave
    bjks

    • Explica Tudo

      17 de junho de 2012 às 16:53

      Corrigido. Obrigado pela observação.

  4. nada

    4 de junho de 2013 às 20:31

    no Brasil n faz nada… pq programa espacial brasileiro esta estagnado mais de 50 anos e nem 1 foguete fora da orbita conseguiu enviar

  5. gabriel

    21 de agosto de 2013 às 18:53

    e você por acaso é um ignorante ashsauhsauhsa, o Brasil lança satélites todos os anos ao espaço, tem tecnologia de ponta em satélites, é um dos melhores em produzir aeronaves comerciais, só não lançou uma nave tripulada ao espaço ainda XD, também to querendo o ita! Emano não é sonhar é querer, se esforçar, dar tudo de si que você consegue!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>