Diferença entre Stricto sensu e Lato sensu

Qual a diferença entre Pós-graduação lato sensu e stricto sensu?

  • lato sensu – Expressão em latim que significa “em sentido amplo”. Estes cursos não fornecem um título de mestre ou de doutor ao estudante, e não dependem de autorização ou reconhecimento pelo MEC. São voltados ao aprimoramento acadêmico e profissional e com caráter de educação continuada. Têm usualmente um objetivo técnico-profissional específico, não abrangendo o campo total do saber em que se insere a especialidade.
  • stricto sensu – Expressão em latim que quer dizer “em sentido restrito, palavra que se refere a algo no sentido mais restrito”. A expressão stricto sensu aplica-se aos cursos de mestrado, doutorado e pós-doutorado. São cursos de maior profundidade que os de especialização e geralmente mais longos. São reconhecidos pelo MEC e classificados pela CAPES.

23 Comentários

  1. João Batista de Oliveira

    17 de janeiro de 2009 às 23:10

    Prezado Sr./Sra.
    No final do ano passado, completei 20 anos de magistério – Sou formado em Letras e sempre lecionei inglês, contudo, gostaria de saber de vocês como poderia conseguir bolsa de estudo para prestar um mestrado (Sticto Sensu) haja vista que pretendo aperfeiçor bem mais o meu campo de trabalho.
    Atenciosamente,

    JBO

  2. Rosinaldo da Conceição Freitas

    5 de outubro de 2009 às 18:39

    excelente explicação. deu para compreender .

  3. lucivania

    14 de abril de 2010 às 11:37

    Olá! tenho o curso sequencial de formação especifica em gestao em saude publica e pos graduação em auditoria em saude.Será que posso fazer um mestrado ou até mesmo um doutorado?Ajudem-me porfavor.

  4. Gildson Rodrigues de Lima

    20 de maio de 2010 às 6:51

    Bom dia para todos.
    Em relação ao TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), eu sei que a realização e entrega é obrigatório, mas a apresentação presencial a uma bancada de mestres se faz obrigatório também???
    Existe algum amparo legal que descreva sobre tais procedimentos????
    Desde já agradeço a ajuda.

  5. Elaine Gomes Rodrigues

    16 de setembro de 2010 às 19:23

    muito bom! ótima explicação.

  6. Thiago Roberto Velloso

    27 de novembro de 2010 às 1:39

    Excelente explicação realmente. Entendi direitinho.

  7. Danielle

    6 de janeiro de 2011 às 7:59

    Olá! Sou formada em Pedagogia ( Gestão Escolar) e gostaria de fazer uma Pós em Língua Portuguêsa, gostaria de saber se com esse curso eu posso lecionar ?

  8. julian

    24 de janeiro de 2011 às 15:37

    Excelente definição. E no plano internacional, qual é a amplitude desses cursos?

  9. Antonio Alves

    5 de fevereiro de 2011 às 23:29

    Gildson,

    Imagino que seu problema esteja mais relacionado à timidez que ao amparo legal da questão. Acredito que a essa altura já tenha até apresentado seu TCC, caso contrário foi rerpovado na disciplina. O mais importante é que todos somos capazes de realizar qualquer ação, basta o preparo devido e a autoconfiança que está em cada um e apenas o próprio ser e capaz de botar pra fora…”siga em frente” (ver filme “A Família do Futuro” – genero: animação)

  10. Figueiredo Izael Siqueira

    15 de março de 2011 às 18:43

    Bom dia! eu quero saber qual a diferença entre lato sensu e strigto sensu?

  11. Angela dos Santos

    24 de março de 2011 às 19:53

    Muito esclarecedora a resposta. Grata.

  12. Adel

    15 de abril de 2011 às 20:28

    Olá…Sou Bacharel em Teologia e gostaria de continuar minha formação a distância, face não haver aqui onde moro uma instituição para pós-graduação ou mestrado e pela falta de tempo para ir em outra cidade ou estado para participar de aulas mensais. O que você indica para o meu caso? Tenho desejo de fazer algo na área de psicologia pastoral para auxiliar instituições e ONGS cristãs. Porém gostaria de fazer algo que realmente fosse relevante a nível superior e curricular, e não apenas um curso capacitante.

  13. AUX.

    11 de junho de 2011 às 0:27

    QUAL O MOTIVO, PELO QUAL, UM ACADEMICO QUE FAZ UM CURSO SUPERIOR DE GESTÃO QUE TEM DURAÇÃO DE 2 ANOS, NAO PODE FAZER MESTRADO E DOUTORADO???????? EM QUANTO QUE, UM CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TEM DURAÇÃO EM TORNO DE 15 MESES E O MESMO É LICITO PARA QUEM FAZ GESTÃO, EM QUANTO QUE, MESTRADO NÃO QUE E DE APROXIMADAMENTE 24 MESES!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  14. Antônio Pinheiro - João Pessoa - PB

    15 de julho de 2011 às 17:46

    sou a favor da OAB, desde que seja gratuita, o que se ver na midia é o indice de reprovação e faculdades desacreditadas. Porque voces que divulgam esses numeros, não divulgam quanto as OABS faturam por cada prova e anualmente. Tá explicado, isso é BRASIL.

  15. Antônio Pinheiro - João Pessoa - PB

    15 de julho de 2011 às 18:09

    sou aluno do curso de direito, estou puto com meus professores, estão mas proculpados com a OAB, do que mesmo com o propio curso, para mim não deveria mais ter esse curso de direito e sim curso da OAB. NÃO ESTÕA MAS ENSINANDO OS PRINCIPIOS, A ORIGEM, A DOUTRINA, A SOCIOLOGIA, A PSICOLOGIA, O DIREITO NATURAL, DIREITO ROMANO, nada disso cai na prova.

    Esperem o que estou dizendo, tem muita gente ganhando com isso.

    Te breve.

  16. Antônio Pinheiro - João Pessoa - PB

    15 de julho de 2011 às 18:18

    Quando se tornar gratutuita a OAB, é como a liberação da maconha, acaba a especulação financeira!

    Voces que tanto defedem a OAB, porque não abrem uma exceção nos termos da Lei 1050/60, para quem não tem condições de pagar esse absurdo, esse valor que é cobrado da pra fazer varias escrições de concursos públicos em todo pais.

  17. Robson Eustáquio de Mesquita

    1 de outubro de 2011 às 14:53

    Boa definição. Robson Eustáquio de Mesquita

  18. Robson Eustáquio de Mesquita

    1 de outubro de 2011 às 14:56

    Sabadão … e eu trabalhando desde cedo … sabendo que terei que voltar aqui no domingão … pra ficar o dia todo … e, agora tentando definir em poucas palavras sobre “stricto sensu” e “lato sensu”, acabei achando aqui. Poupou uns bons minutos de meu trabalho e ainda relaxei ao digitar este texto. É o tal “descansar quebrando pedra” !!! Robson Eustáquio de Mesquita.

  19. JORGE AMATUZI

    16 de outubro de 2011 às 11:35

    Aos que reclamam da OAB vai minha observação: Analisando o texto (tão pequeno) contendo o depoimento (queixa) desses nobres colegas, percebi quantos erros de português e de grafia contidos. Como podem reclamar? Deveriam estudar mais e reclamar menos.

  20. Ana Carolina

    23 de novembro de 2011 às 8:48

    Queridos, vamos esclarecer melhor…
    Segundo o MEC, que rege as legislações e decretos a respeito da formação e tudo o que envolve a educação:

    “As pós-graduações lato sensu compreendem programas de especialização e incluem os cursos designados como MBA – Master Business. Com duração mínima de 360 horas e ao final do curso o aluno obterá certificado e não diploma, ademais são abertos a candidatos diplomados em cursos superiores e que atendam às exigências das instituições de ensino – art. 44, III, Lei nº 9.394/1996.

    Por favor, façam sempre a gentileza de conferirem as informações pesquisadas, fundamentação do que se pesquisa e se repete é inprescindivel!

    Grande abraço, professora Ana
    As pós-graduações stricto sensu compreendem programas de mestrado e doutorado abertos a candidatos diplomados em cursos superiores de graduação e que atendam às exigências das instituições de ensino e ao edital de seleção dos alunos.( art. 44, III, Lei nº 9.394/1996. ) Ao final do curso o aluno obterá diploma.”

    Fonte da pesquisa: http://portal.mec.gov.br/index.php?catid=127:educacao-superior&id=13072:qual-a-diferenca-entre-pos-graduacao-lato-sensu-e-stricto-sensu&option=com_content&view=article

  21. Hugo Oliveira

    8 de dezembro de 2011 às 2:36

    Gostaria de saber, se eu fizer uma pós graduação que recebe o nome: Gestão em Inovação e Competitividade Empresarial, Carga horaria de 368 horas sendo este Cursos de pós-graduação lato sensu: Com esta pós-graduação, vou receber um certificado ou um diploma? Ao concluir esta pós-graduação, terei o direito de fazer um mestrado logo em seguida? Qual a visão do mercado de trabalho para com uma pós-graduação lato sensu? E seu reconhecimento nacional e internacionalmente?

    Atenciosamente,
    Hugo Oliveira

  22. Marcio Vargas

    23 de fevereiro de 2012 às 11:21

    Hugo, em cursos lato sensu voce recebe certificado. Diplomas são somente na conclusão de cursos de graduação, mestrado e doutorado. Voce tem direito de fazer mestrado após concluir seu curso de graduação. Não é necessário fazer curso lato senso antes para poder fazer o mestrado. O mercado de trabalho reconhece os cursos lato senso, mas para concursos públicos este tipo de certificado as vezes não vale. As atribuições que lhe serão concedidas também são diferentes e voce deve ter estas bem claro antes de iniciar seu curso. Sds, Marcio

  23. ANDRE

    30 de dezembro de 2012 às 19:46

    Bem amigos, agora, lendo todos esses comentários sobre latu sensu e strictu sensu é que não entendi mais nada. Terminei o meu curso intitulado como “CURSO SUPERIOR DE FORMAÇÃO ESPECÍFICA DE GESTÃO DE NEGÓCIOS”, ministrado pela Universidade Cândido Mendes, ao qual recebí em 2001 o DIPLOMA do mesmo. No verso do DIPLOMA, diz que a modalidade é SEQUENCIAL. Em qual situação eu me encontro, já que desejo prestar concurso público?
    Atenciosamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>